Pensações

Pensações

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Eu já saí de moda

Eu já saí de moda
Nem vou mais na escola
Corro de qualquer confusão

Eu já saí de linha
Fico mais na minha
Nem uso mais saltão

Eu já cansei da "night"
Como tudo light
Não exagero na porção

Eu já fui em velório
Vou todo ano ao consultório
Já peguei em morto no caixão

Eu já dormi sozinha
Na grande casa toda minha
Sem medo de assombração

Eu já não fecho a janela
Me dou bem com as panelas
Sou amiga do fogão

Eu já não usei uma roupa
Por achar que estava gorda
E gordura eu não mostro não

Eu já não sei mais inglês
Detesto prato japonês
Quis mudar de profissão

Eu já acendi muita vela
Rezei pra todos os santos
Já não acredito em religião

Eu já fui mais pura
Com dois dedos a mais de cândura
A vida já foi só gozação

4 comentários:

Vinicius disse...

Poxa, show Popo!
Ta sumida.
Todos os textos são de sua autoria?

Pollyane Schenato disse...

São, sim, Vi,
Só a Declaração Universal dos Direitos Humanos que eu postei pq eu a amo é que não é. O resto é tudo maluquice minha mesmo.
Beijos

Vinicius disse...

Adorei o site...
Gostei mesmo, vou voltar sempre pra ver, ta de parabéns!

Beijão

E Popo se são maluquices não sei, mas afirmo que poderia muito bem ser sim, pois todos nós precisamos de nossas loucuras cada dia mais frequentes neste loucos dias...

Paloma disse...

muito lindo irmã...
bju

obs: jah aconteceu comigo a metade que esse poema diz....:(