Pensações

Pensações

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Um pouco de mim pra mim mesma

Tem horas que não dá, sabe?
Eu já deixei de ser muuuito mimada, pra ser só um pouquinho, já abri mão de tanta coisa que pra mim, antes, eram indispensáveis, já não olhei pra uma vitrine porque sabia, não podia gastar e, hoje, ando de ônibus depois de dez anos andando só de carro e ainda dou boas gargalhadas com as histórias que ouço no transporte público e, muitas vezes, faço análise de graça...rsrs

Só que mesmo sabendo que o mundo não era o paraíso da Alice que meu pai e minha mãe me contaram e fizeram acreditar ser, mesmo tendo caindo na real e entendo que o buraco, realmente, é bem mais embaixo, ainda há coisas que me paralizam.

Paralizam a face: nem um sorriso, nem a testa enrrugada, nem uma sombrancelha levantada...uma paralização de tristeza mesmo, com o mesmo mundo que eu tanto tendo entender e praticar.

Algumas coisas que as pessoas falam sem necessidade,algum toque de maldade pra fazer doer um coração alheio, uma mentira mal pregada pra comprovar o desnecessário, a fofoca, o pessimismo.

Daria para citar muitas coisas, muitas que ainda me paralizam a alma. Nessas horas tenho que ouvir uma música ou ver um tela que eu pesquisei no google, ou ler um poema, assim, como se fosse, mesmo, uma oração pra me dar um pouco de mim pra mim mesma. Pra me devolver um pouco de cor.

Eu, ainda, deselegantemente comigo mesma, ainda deixo as pessoas me roubarem a cor e a expressão. Então, vou me recolher pra me devolver a mim mesma.

Há...sei lá....depois passa....

Um comentário:

Claudia disse...

Com certeza, tudo passa........