Pensações

Pensações

segunda-feira, 2 de março de 2009

A um passo da realidade

Estou....sim, um pouco embaralhada, a um passo da realidade. Essa fronteira movediça me da medo. Nunca poderei admitir que cheguei até aqui por vontade própria. Vim até aqui de carruagem. Ar fresco no rosto, linda paisagem. Estou a um passo da realidade.
No meu caminho, até aqui, apenas alguns buracos despistados por lindas flores plantadas ao redor. Trouxe-me a carruagem no rosto, um relógio de vontades. Estou a um passo da realidade.
Devaneei por todo caminho passado. Chuvas de algodão me rodearam. Meus vestidos, minhas luvas, a verdade os levaram. Estou a um passo da realidade.
Pediu-me para descer o violeiro embriagado. Era meu amigo, muitas canções cantamos sorrindo nas noites quentes a andar. Agora, parece sério, disse que para mim nunca deixaria de cantar, mas sussurou baixinho com duas notas e um refrão: "já é hora, vá agora." Estou a um passo da realidade.
Ali está ela. Por que me trouxeram até aqui? Achei que seria outro o caminho. Doem meus pés, levaram meus sapatos, vejo alguns espinhos. Ao partir da carruagem, ar fresco no rosto, linda paisagem. Entregaram-me à realidade.

Um comentário:

Rute disse...

A realidade às vezes nem é tão dura quanto parece. Devemos enxergar além dela...
Amo...