Pensações

Pensações

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Sexo no Jamill e babacas na internet

Corre por toda internet um link com uma foto de um casal no show do Jamill (banda de axé) em minha cidade. Até aí tudo bem. O problema é que eles foram clicados fazendo sexo publicamente. Só hoje, um sem número de pessoas me mandaram e-mails e o link pelo messenger.
Criaram uma comunidade para a menina das calças baixas no orkut cuja página de recado consta de centenas de injúrias e apelações. Criaram um fotolog para ela, mandaram o endereço da comunidade para a torcida do Galo e do Cruzeiro. Alguns perguntavam se não haviam vídeos...
Em um local público, está certo, não se deve fazer sexo. Não porque se trata de alguma coisa feia ou que ninguém faça (pior ou melhor entre paredes), mas porque respeitar o espaço alheio é o mínimo que podemos fazer desde o dia em que percebemos que somos gente.
O que me aflige não é a má sorte da garota "safadinha" - como à têm tratado no mundo virtual, que foi flagrada num momento que deveria ser de intimidade. Não me incomoda nem um pouco, também, sua atitude. Sexo é sexo. Todo mundo faz. E deve ser muito diferente com platéia (diga-se de passagem).
O que me retorce o estomâgo é o falso moralismo da sociedade (neste caso, sociedade virtual, mas reflexo da que vivemos). Será que é realmente mais feio transar no meio das pessoas, ou castigar uma jovem que sabe Deus porque cometeu um erro? Quem é o carrasco da história? A menina sem pudores ou quem tem a coragem de expôr um ser humano ao ridículo diante de milhões de pessoas, gastando seu tempo para criar páginas na internet?
Ela se expôs. Não a defendo. Mas, usar do erro de outrem para castigá-lo, no meu entender, é maldade.
Quem nunca cometeu uma perverssão seja ela em qualquer nível? Quem nunca deu um vexame, ficou bêbado e enjuado, foi grosso com os mais velhos, ficou com o cofrinho aparecendo sentado na primeira carteira da sala? Quem nunca olhou de rabo de olho as pernas de uma adolescente, se imaginou transando em grupo ou com aquele melhor amigo do parceiro?
Os que mandam esse links, divulgam sua "castidade". Tantos santos...e gente passando fome...
Estou até agora à procura da comunidade do rapaz garanhão. Se a jovem infrigiu o código de ética social, não foi sozinha. Ele deve estar agora tirando seu sono tranquilo de depois do almoço. E as meninas que deixam recados no orkut da senhorita despudorada depõem contra sua própria liberdade. São umas pobres coitadas. A rapidinha do rapaz, passou ileza. Ele é macho!
Para mim, todo mundo que está gastando seu tempo para infernizar a vida da menina estão remoídos de inveja. Como não têm coragem de fazer...desdenham da coragem alheia.

3 comentários:

Renam Martins disse...

Simplesmente fantástico!!!!
A propósito Pollyane, vou meter o bedelho (mas nada que ofusque a magia de seu depoimento)...rs!!!
Até quando a sociedade vai se fazer de "puritana"? Até quando vamos (o uso pela 1ª pessoa do plural é porque ainda preciso policiar minhas opiniões e reações diante dessas situações) realçar os erros dos outros para tentar disfarçar os nossos?
Ainda tento entender porque a cada dia milhares de "internautas" (mas que pra mim são puro reflexo do cidadão comum) vão buscar divertimento na intimidade da vida alheia...será tão divertido?

Ai se fosse sua irmã ou sua filha....

Roberto Bertozi disse...

Boa análise!

Kledir disse...

CONCORDO COM VOCÊ, E ACHO QUE O MUNDO ESTÁ ANDANDO PRÁ TRÁS( O MUNDO NÃO, OS SERES HUMANOS).
ESTÃO RETORNANDO AO PASSADO E NÃO ME ASSUSTA SE UM DIA EU VER NA TV QUE FORAM CRIADAS NOVAS SODOMA E GOMORRA.
E ACREDITO QUE PARA CORTAR AS FITAS, PARA INAUGURAÇÃO DAS CIDADES CONVIDARÃO, A MAIS FAMOSA: DANIELLE CICARELLI.